Músicas de Natal – E a Simone Também

Natal é aquela época que pra mim serve mais para lembrar que qualquer outra coisa. Lembrar do que fizemos durante o ano, das pessoas que foram importantes, dos que se foram e, em especial, da infância. Não subestimem a importância do Natal para uma criança, ela nunca esquecerá, nunca!

Vou mostrar agora as músicas dos meus antigos natais, tá, é uma mistureba de festas de família com festas de fim de ano de empresas em que meu pai trabalhou. Mas as músicas são lembranças tão queridas quanto as comidas, doces, sucos de vinho, correrias, esconde-esconde e jogos de baralho.

Nas festas de família, tinha as músicas que a criançada gostava e pedia, vem comigo:

  • Trem da Alegria:

  • Madonna:

  • Todo ano! Michael Jackson e seu moonwalker:

  • E teve o ano que o lançamento do natal foi o Bad:

Tinha também o episódio do Snoopy de Natal. Belas músicas e o Charlie Brown tinha uma árvore muito tosca, coitado. E os adultos só deixavam a gente assistir (na única tv pra um zilhão de parentes) porque, enfim, era natal:

Agora, as músicas que a tiarada véia pedia (ou ouvia por tabela, porque estava passando especial na TV)

  • Roberto carlos – Jesus Cristo (haha, que legal esta música):

http://www.youtube.com/watch?v=t3wTd65CiKY

  • The Fevers – Marcas do que se foi:

  • Depois teve um especial amigos com esta música, antes do Leandro morrer.

http://www.youtube.com/watch?v=PCB9g2jJ_kk

Obviamente, as músicas que se você não ouviu em nenhuma época do ano, no natal da firrrrma você vai ouvir:

  • Roupa nova – Whisky a gogo:

  • Eu pensei que todo mundo fosse filho de papai noel, sambinha:

  • Aquela do Salgueiro:

  • Tim maia, ló-ge-co
  • Não Quero Dinheiro

  • Do Leme ao Pontal

http://www.youtube.com/watch?v=ipoedamPyNw

E, para encerrar, a música do John, que se tornou nossa infame companheira, na voz de Simone:

(por favor, não chore)

(John Lennon, seu apelão)

Este post faz parte do Meme de Dezembro, uma iniciativa das interneteiras do LuluzinhaCamp, que tem como única intenção, a diversão. Porque somos blogueiras e adoramos blogar, simples assim. Se você tem blog, corre para participar, clique aqui e saiba mais.

 

Chocolate

O dia acaba de ficar perfeito! Da amiga Luciana Monte via Compfight

Não me peça para bolar um título melhor. Há algo melhor que chocolate? 🙂

Sim, há, mas são pouquíssimas coisas.

O chocolate está na minha vida diariamente. E, ainda que eu possa enjoar de um chocolate açucarado demais, ou com um recheio nada a ver, o chocolate está lá: evocando lembranças de todos os naipes, em especial de uma infância que pode estar mais colorida que fora na realidade. E graças a ele, o nosso heroi e bandido! O chocolatinho, ruim, seboso, malfeito, que nos trouxe segundos de um prazer eterno.

Traz também aquela lembrança do chocolate caro e cremoso do começo de namoro… e o sentimento de culpa da barrona gigante da procrastinação – aquele chocolate que devoramos enquanto não decidimos o que fazer da vida.

O chocolate que estampa este post pode não ser o melhor do mundo, mas provoca sentimentos tais que fez me sentir uma criança aguada de menos de 10 anos. Parece uma unha roída ou uma posição fetal, é prazer e alívio, vocês que são meus contemporâneos podem decidir, o Lollo é uma máquina do tempo com direito a colinho da mãe.

Chocolate é isso aí, falou, valeu!

Este post faz parte do Meme de Dezembro, uma iniciativa das interneteiras do LuluzinhaCamp, que tem como única intenção, a diversão. Porque somos blogueiras e adoramos blogar, simples assim. Se você tem blog, corre para participar, clique aqui e saiba mais.